Pense em uma indústria brasileira, com produção integralmente nacional, que tem a pesquisa e o desenvolvimento de novos materiais como base. Essa é A Lot of Brasil, marca criada em 2012 pelo designer Pedro Franco.

A Lot segue à risca a expressão preconizada por Oswald de Andrade, nos anos 1920, quando parafraseou Shekespeare com a frase Tupi or not tupi, that is the question.

A expressão incentivava a classe artística brasileira para a criação de um produto próprio, original e digno de exportação. Ao mesmo tempo em que se opunha à importação meramente passiva da cultura estrangeira.

Conceito da Glocalidade inspira os valores da marca A Lot of Brasil.

Quando fundou A Lot, Pedro Franco buscou referências no conceito de glocalidade para desenvolver a marca.

O neologismo surgiu pela fusão das palavras global + local para representar um produto ou serviço que é concebido e distribuído globalmente, mas adaptado aos hábitos e costumes locais.

Nesse contexto, as peças do acervo se tornaram itens de exportação produzidas com matérias-primas alternativas e assinadas por nomes representativos do design nacional e internacional.

Venha conosco por uma viagem pela trajetória de A Lot of Brasil e acompanhe a trajetória da primeira indústria da América Latina convidada a ter stand próprio no Salão Internacional do Móvel de Milão.

Trajetória da A Lot of Brasil

2012

Pedro Franco, designer e fundador da marca, aposta no conceito de glocalidade convidando os principais representantes do design mundial. Foi o start para A Lot of Brasil.

Democratizar o design era condição sine qua non. Além, é claro, desenvolver produtos com concepção física e funcional que se destacassem como genuinamente brasileiros.

Essa proposta resultou no nome da marca. Desde sua gênese, a empresa acredita que novos percursos são importante para desenhar o futuro. Para isso, investe na produção sustentável com ênfase em novos materiais.

2013

O ano foi dedicado na produção industrial. Os investimentos nesse propósito resultaram em mais qualidade produtiva com moldes rotomoldados. Rotomoldagem é um processo industrial para transformação de termoplásticos.

Surge o convite para participar da ISaloni, em Milão, na Itália. A Lot of Brasil foi a primeira marca não europeia convidada a participar dessa que é a maior feira de design e mobiliário do mundo.

2014

Começam a surgir parcerias com outros grandes nomes do design mundial. Entre eles, Karim Rashid e Pininfarina.

Foi nesse ano que a cadeira Esqueleto, peça concebida por Pedro Franco e apresentada no ISaloni, é incluída no acervo permanente do Vitra Design Schaudepot Museum.

O designer se torna o primeiro brasileiro a ter uma peça exposta no museu alemão.

2015

A Lot of Brasil desenvolve uma collab com os Humberto e Fernando Campana. Junto aos irmãos, a marca lançou uma coleção exclusiva e limitada, chamada Estrela.

A linha foi destaque no Hall 20, o espaço mais concorrido do Salão do Móvel de Milão, ao lado de marcas como Knoll, Moroso, Vitra, entre outras.

2016

Pedro Franco é convidado para palestrar no Salão Internacional do Móvel de Milão, na mesma edição em que participaram marcas consagradas como a japonesa Nendo e a francesa Patrick Jouin.

A imprensa brasileira especializada passa a tratar Pedro Franco como “a nova estrela do design brasileiro” e “o embaixador do design”.

2017

2017 marca o ano em que A Lot of Brasil se estabeleceu de vez no ISaloni, em Milão. A marca começa a apresentar conceitos brasileiros na maior feira de design do mundo.

As coleções desse ano são desenvolvidas a partir de imersões realizadas por Pedro Franco em diferentes regiões brasileiras, entre elas o Cariri, no Ceará.

É nesse local que Franco toma como base o conceito criado por Andrea Borgogni para desenvolver a nova linha de produtos.

Dela, sai o icônico sofá Underconstruction, apontado pela crítica americana (The New York Times) como uma das quatro tendências do design mundial.

2018

Com o propósito de levar mais representações do Brasil para o ISaloni, surgem novas collabs com grandes indústrias brasileiras.

As collabs se estabeleceram na marca como oportunidades para selecionar e convidar parceiros para efetivar alianças produtivas.

O resultado é o fortalecimento da marca, com a produção de tecidos, cerâmicas e tapetes. Com isso, A Lot of Brasil se tornou mais completa.

Nesse ano, a região brasileira do Tocantins foi a escolhida para ser tema de uma nova coleção. O mote foi o Parque Estadual do Jalapão, unidade de conservação de proteção integral à natureza.

Ainda em 2018,Pedro Franco dirige e produz o jornal A Lot of Mag, com o intuito de disseminar o conceito de design.

2019

A Coleção 2019 escolheu a paradisíaca Ilha de Fernando de Noronha como tema. A região é um dos destinos mais requisitados pela elite brasileira e inspirou Pedro Franco, depois de uma visita à ilha.

Junto a amigos locais, o designer pôde conhecer a história, fábulas e personagens de Noronha. As peças integraram a coleção Fernando de Noronha Collection.

2020

Mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas em um ano que a humanidade jamais vai esquecer, A Lot Of Brasil continuou produzindo e prosperando.

Em 2020, Pedro Franco foi palestrante convidado no Design Festival Korea, falando sobre a trajetória de A Lot of Brasil e a brasilidade presente em suas criações.